• EN
  • 11 de abril de 2019

    Redação Inhotim


    artebrumadinhocomunidadeeducaçãoinhotiminhotim; brumadinho; nosso inhotim; visitaprogramação culturalvisita

    Leitura: 5 min

    Nosso Inhotim dá entrada gratuita a quem mora em Brumadinho; cadastros começam nesta sexta (12)

    Nosso Inhotim dá entrada gratuita a quem mora em Brumadinho; cadastros começam nesta sexta (12)

    A primeira ação de cadastro do Nosso Inhotim em Brumadinho acontece nesta sexta-feira (12/4) e neste sábado (13/4), das 10h às 14h, na Rodoviária da cidade. O programa, que existia desde 2014 concedendo meia-entrada a quem comprovasse residência na cidade, agora se amplia, dando aos inscritos entrada gratuita em qualquer dia de visitação e 50% de desconto nos eventos realizados no Parque.

    A ação dá início à agenda de 2019 do Instituto, convidando todos e todas a estarem presentes no Inhotim e em Brumadinho, nossa maneira de trazer novas memórias à região.

    Antecipamos algumas dúvidas que possam surgir sobre o cadastramento:

    – Como vai funcionar o cadastro para o Nosso Inhotim?
    Nossas equipes estarão nesta sexta (12/4) e neste sábado (13/4) na Praça da Rodoviária, em Brumadinho fazendo os cadastros. É necessário que as pessoas levem um xerox do comprovante de residência e o documento de identidade. Quem fizer a inscrição com a gente nesse primeiro encontro, poderá entrar gratuitamente no Inhotim a partir da próxima sexta, no feriado da Semana Santa.  O nome dela estará em uma lista que deixaremos na Recepção.

    -Tem problema alguém da família fazer o cadastro?
    Não, desde que seja um grau de parentesco próximo (pai, mãe, filhos ou irmãos). Nesse caso, é necessário que essa pessoa leve as cópias dos documentos de identidade – que confirmem esse parentesco – e de comprovação de residência.

    -Quem pode se cadastrar no programa?
    Podem se cadastrar moradores de Brumadinho, de todas as idades, mediante a comprovação da residência na cidade. Não faremos o cadastro de crianças de até 5 anos pois elas já não pagam a entrada.

    -O que o programa vai oferecer?
    Quem se cadastrar no programa vai ter entrada gratuita e desconto de 50% nos eventos organizados pelo Inhotim.

    -A entrada gratuita será permanente?
    O cadastro é válido por dois anos, quando será necessário fazer uma nova inscrição, comprovando a residência em Brumadinho uma outra vez.

    -Só será possível cadastrar dessa vez?
    Esta será somente a primeira ação de cadastramento. Estamos planejando estendê-las durante todo o ano. A próxima oportunidade já confirmada para quem não puder ir até a Rodoviária neste primeiro momento será nos dias 10 e 11 de maio, no mesmo local.

    -Quando a carteirinha ficará pronta?
    A previsão é de cerca de vinte dias após o cadastramento. Elas estarão disponíveis na recepção onde os donos poderão buscar, mediante a apresentação de um documento de identidade.

    -Assim que eu fizer meu cadastro já será possível utilizar o benefício?
    No caso desta primeira ação de cadastramento, as entradas para os inscritos estarão liberadas a partir da outra sexta (19/4). Em outras situações, as pessoas inscritas serão avisadas sobre o prazo para entrega no dia em que as inscrições serão feitas.

    -Vocês planejam outras ações para a cidade?
    Os cadastros do programa Nosso Inhotim representam o começo de uma agenda de programações culturais e educativas que têm como objetivo principal trazer a presença das pessoas para Brumadinho e para o Inhotim. O segundo evento especial já confirmado nessa agenda será o show do Lenine, marcado para sábado (27/4) e a apresentação da Orquestra da Maré no domingo (28/4). As pessoas inscritas no programa terão direito à meia-entrada no dia do show (compre seu ingresso clicando aqui), e à entrada livre no dia da orquestra.

    Esperamos pelos moradores e moradoras de Brumadinho durante todo o ano!

    Confirme, inspire e espalhe sua presença por aqui!

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    05 de abril de 2019

    Redação Inhotim


    brumadinhoconfirmepresençaespalhepresençaexerçapresençainspirepresençaNosso Inhotimpresençasejapresença

    Leitura: 6 min

    Presença: um convite do Inhotim para você

    Presença: um convite do Inhotim para você

    Começamos 2019 com um Inhotim movimentado e com a expectativa de ter o Instituto cheio de gente ao longo do ano. No fim de janeiro, o rompimento da barragem da Mina do Feijão mudou a dinâmica de toda a Brumadinho, cidade que de repente se viu tomada pelo luto e pelo medo. Desde então, pensamos formas de recomeçar, com respeito ao lugar que nos abriga e entendendo a nossa responsabilidade em construir junto à comunidade alternativas para seguir em frente. Essa responsabilidade é de todos nós. Queremos ser, estar e fazer a nossa e a sua presença acontecerem aqui, fortalecendo Brumadinho e o Instituto de uma forma urgente e necessária.

    Reconhecemos que o Inhotim é um dos principais agentes culturais da região e uma referência no Brasil, uma voz que ecoa longe e atinge muitos mundos. Não foi à toa que recebemos tantas mensagens de solidariedade de pessoas, empresas e instituições que se disponibilizaram a ajudar a cidade. Multiplicar essa voz se tornou nossa missão. Fazer chegar mais longe o convite para que todos e todas estejam aqui conosco, vivenciando a cultura, apreciando a natureza ao redor, fortalecendo os projetos educativos e assim se aproximando de Brumadinho verdadeira e carinhosamente.

    Todo esse contexto nos levou a refletir sobre o que é presença. E foi nela que encontramos a resposta para perguntas importantes que tanto nós quanto os outros nos têm feito. A presença de pessoas no Inhotim nesse momento significa a consciência de que o turismo é essencial para a reestruturação da região. Estar presente no Inhotim também confirma o papel fundamental da arte, da educação e do meio ambiente nos dias de hoje. Exercer presença no Inhotim e em Brumadinho agora é um ato de solidariedade, consciência, cooperação e afeto.

    A sua presença por aqui tem significados que se expandem ainda mais. A experiência no Inhotim, perpassada pelo diálogo entre arte e natureza, traz momentos de descoberta, beleza, empatia, inquietude e transformação. Essa experiência potente é capaz de nos fazer pensar e repensar sobre a nossa presença no mundo, nossa relação com o espaço e com o outro. Ao mesmo tempo que encanta, leva à reflexão. Estar presente no Inhotim potencializa a experiência. E é na experiência que nos descobrimos e nos questionamos. O nosso convite é para o exercício de uma presença que acontece de dentro pra fora, e também de fora para dentro.

    Nesse movimento de fazer do Inhotim um ponto de encontro entre os mais diversos públicos e as múltiplas formas de exercitar presença, existe uma tarefa muito importante: trazer a comunidade de Brumadinho para mais perto. Queremos, mais do que nunca, ver os moradores da cidade participando de tudo que construímos. O Inhotim é um lugar formado, em sua grande parte, por funcionários e funcionárias que vivem na cidade. São eles que cuidam das galerias, dos jardins e de todos os outros espaços com tanto zelo e recebem quem chega por aqui com carinho e hospitalidade.

    A presença dos moradores de Brumadinho em tudo que virá pela frente é essencial para criarmos novos caminhos e novos ânimos. Por isso, nossa primeira ação será o fortalecimento do programa Nosso Inhotim. Com ele, moradores de Brumadinho têm direito a entrada gratuita e 50% de desconto nos eventos especiais realizados pelo Instituto. As ações de cadastramento serão feitas ao longo de todo o ano, dentro e fora do Inhotim, tendo o primeiro encontro marcado para os dias 12 e 13 de abril, das 10h às 14h, na Rodoviária de Brumadinho. Acreditamos que multiplicar as experiências no Inhotim é uma parte importante desse recomeço e queremos fazer isso juntos.

    Ocupar o Inhotim com uma programação especial também é uma das maneiras de trazer novas memórias à região. No dia 27 de abril, um show com Lenine inaugura a programação cultural de 2019 do Inhotim, que busca ajudar na recuperação de Brumadinho. O cantor pernambucano Lenine retorna ao Inhotim para uma tarde de muita música e histórias com a turnê “Lenine em Trânsito”, que traz grandes sucessos dos seus mais de 30 anos de carreira e canções inéditas. O show é patrocinado pelo Itaú e abre uma agenda especial com atrações diversas. Um convite nosso para que as pessoas se aproximem da região que abriga o Instituto e vivam experiências que possibilitem transformar e ser transformado.

    Confirme presença.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    27 de janeiro de 2019

    Redação Inhotim


    Barragem Mina do Feijãobrumadinhoinhotim

    Leitura: 3 min

    Nota oficial – 27/01/2019

    Nota oficial – 27/01/2019

    Em solidariedade à comunidade de Brumadinho e a todos os atingidos pelo rompimento da barragem da Mina do Feijão, o Instituto Inhotim informa que permanecerá fechado, por ora, até quinta-feira 31 de janeiro. A reabertura será nesta sexta, dia 1º de fevereiro.

    A Instituição está toda mobilizada para prestar assistência aos atingidos e aos nossos funcionários e funcionárias. Estamos em contato com os órgãos competentes para entender os impactos do desastre e traçarmos conjuntamente medidas para minimizar os danos.

    Brumadinho é a casa do Inhotim e de tantas outras vidas e histórias. Enquanto instituição cultural referência na região, que nasceu e se desenvolveu neste lugar, nos comprometemos a utilizar todos os nossos meios possíveis para apoiar na recuperação da cidade e na superação dessa grande tragédia que afeta a todos nós.

    Continuaremos utilizando nossos canais de comunicação para divulgarmos as informações oficiais que forem sendo disponibilizadas pelas autoridades locais.

    In solidarity with the community of Brumadinho and all those affected by the rupture of the Feijão Mine dam, Instituto Inhotim informs that it will remain closed, for now, until Thursday. Instituto inhotim will reopen on Friday (1/2)

    The Institution is fully mobilized to provide assistance to those affected and to its employees. We are in contact with the relevant agencies to understand the impacts of the disaster and to jointly design measures to minimize damages.

    Brumadinho is the home of Inhotim and of so many other lives and stories. As a cultural reference institution in the region, which was born and developed in this place, we commit ourselves to use all our possible means to support the recovery of the city and to overcome this great tragedy that affects us all.

    We will continue to use our communication channels to disseminate the official information that is being made available by the local authorities.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    25 de janeiro de 2019

    Redação Inhotim


    brumadinhoimprensaNota oficial

    Leitura: 4 min

    Nota oficial – Rompimento da Barragem Mina do Feijão (25/01/2019)

    Nota oficial – Rompimento da Barragem Mina do Feijão (25/01/2019)

    Como parte da comunidade de Brumadinho, o Instituto Inhotim lamenta profundamente o desastre ocorrido na Mina Feijão, em Brumadinho (MG), no início da tarde de hoje, 25/01, e se solidariza com todos os atingidos. Estamos em contato com a Prefeitura do município e com a Defesa Civil e nos colocamos à disposição para dar o suporte necessário.

    As autoridades locais instalaram na Faculdade ASA de Brumadinho, na MG-040 – km 49, o ponto de apoio para a população, onde está centralizando informações e doações. Quem quiser fazer doações deve entrar em contato com a Defesa Civil de Brumadinho pelo telefone: (31) 3571-6067. O Inhotim vai utilizar seus canais de comunicação para ampliar a divulgação das informações que forem sendo disponibilizadas pelos órgãos competentes.

    Seguindo recomendação da Polícia Civil, mais cedo o Instituto realizou o esvaziamento da área de visitação do Museu. Todos os funcionários e visitantes deixaram o local em segurança.

    Informamos também que, até o momento, a área do Inhotim não foi atingida, não havendo vítimas nem prejuízo às obras, jardins e outras instalações do Museu.

    O Inhotim não abrirá sábado nem domingo (26 e 27/01/2019). Aguardamos mais informações para definir a data de reabertura.

    ATUALIZAÇÃO (26/1 – 10H30):

    A Prefeitura de Brumadinho informou que estão recolhendo doações de água na Quadra de Esportes Municipal, na Rua Itaguá – 1000. Este é o único item essencial no momento.

    As equipes de resgate estão concentradas na Faculdade Asa. O espaço não está recebendo doações neste sábado. Elas estão sendo recolhidas na Quadra de Esportes – Rua Itaguá, 1000.

    Quem quiser se voluntariar para ajudar as pessoas atingidas deve ir até a Estação Conhecimento, na entrada de Brumadinho, ao lado do Restaurante Fazendinha. Os cadastros e direcionamentos estão sendo feitos neste local.


    Press Statement

    As part of the Brumadinho community, the Inhotim Institute deeply regrets the disaster that occurred at Feijão Mine, in the city of Brumadinho, Minas Gerais, early this afternoon, January 25, and expresses its solidarity with all those affected. We are in contact with the City Hall and the Civil Defense and we are available to provide the necessary support.

    Local authorities installed the support point for the population at Faculdade ASA de Brumadinho, MG-040 – km 49, where they are centralizing information and donations. Whoever wants to donate should contact the Civil Defense of Brumadinho by phone: (31) 3571-6067. Inhotim will use its communication channels to broaden the dissemination of the information that is being made available by the competent bodies.

    Following the recommendation of the Civil Police, the Institute carried out the emptying of the Museum’s visitation area. All staff and visitors left the place safely.

    We also inform that, as of now, Inhotim’s area has not been affected, with no victims or damage to the artworks, gardens, and other facilities of the Museum.

    Inhotim will not open this Saturday and Sunday (January 26 and 27, 2019). We will wait for more information to decide on the date of reopening.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    16 de agosto de 2018

    Antonio Grassi


    artebotânicabrumadinhoeducaçãovisita

    Leitura: 6 min

    3 milhões de visitantes

    3 milhões de visitantes

    Quando o Inhotim abriu suas portas à visitação pública, em 2006, Brumadinho era um município pequeno, dedicado à mineração e à pecuária, sem qualquer traço de atividade turística em suas ruas empoeiradas de minério de ferro. Doze anos depois, a cidade ganhou um alfinete colorido no mapa de todo aquele que, no Brasil e no exterior, gosta de arte, de natureza e de viajar. Este agosto que começa agora trouxe um número capaz de traduzir toda essa transformação: 3 milhões. Este é o total de visitantes que estiveram em Brumadinho para conhecer as obras de arte e o jardim botânico do Inhotim.

    Este número carrega alguns significados nem sempre percebidos de imediato. Falo, por exemplo, do grande impacto da Instituição em toda a região de Brumadinho. Me refiro, ainda, à grande responsabilidade dos gestores do Instituto em manter vivos os sonhos e a sede de conhecimento das pessoas tocadas pela magia do Inhotim. Na última semana, colhemos boas notícias na área de governança e compliance, que contribuem efetivamente para a perenização do Inhotim. Já chego lá!

    Antes, é preciso entender melhor o universo do Inhotim. Para abrigar e alimentar tanta gente, dezenas de pousadas, hotéis e restaurantes pela cidade foram abertos nos últimos anos. Dos cerca de 600 funcionários diretos e indiretos do Museu, 90% são moradores da região e muitos jovens têm no Inhotim seu primeiro emprego. Por ano, são recebidas 50 mil pessoas da comunidade escolar, entre alunos e professores, com destaque para a rede pública de ensino da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

    Inhotim desenvolve trabalho de resgate histórico, preservação e desenvolvimento da cultura das comunidades do entorno; mantém uma escola de cordas com jovens da região; oferece formação para estudantes e professores a partir dos seus acervos artístico e botânico, e forma jovens protagonistas nas discussões contemporâneas.

    Seu modelo inovador e único, mesmo considerando os museus do mundo, transforma a visita às obras de arte em um encantador passeio por um imenso jardim com quase 5 mil espécies de plantas. É uma experiência que distancia o Inhotim dos museus urbanos e atrai turistas de todas as partes.

    Segundo pesquisa da Vox Populi, pouco mais da metade dos visitantes são de Minas Gerais, um terço de outros estados e mais de 10% de outros países – importante ressaltar que, durante a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, 20% dos visitantes eram estrangeiros.

    São 140 hectares que acolhem 23 grandes galerias – 19 permanentes e quatro temporárias – e outras 23 obras de grande escala distribuídas ao ar livre. Todas elas levando inquietação e reflexão sobre o mundo em que vivemos – traço característico da arte contemporânea. Aos 140 se somam outros 249 ha de uma RPPN (Reserva Particular de Patrimônio Natural). Pelos jardins, há espécies de todos os continentes, muitas delas raras e ameaçadas de extinção.

    Por tudo isso, o Instituto Inhotim compreende que sua perenização é um compromisso com toda essa gente que frequenta ou que deseja conhecer o lugar e os acervos lá distribuídos. E, é claro, que perenização passa por excelência de gestão e transparência, de forma a atrair empresas e entidades públicas e privadas interessadas em participar do esforço de manter abertas as portas do Inhotim.

    Por isso, com muita alegria, recebemos, na semana passada, o relatório das contas de 2017 das mãos de representantes da Ernst & Young, empresa internacional de auditoria. É o quinto ano consecutivo que elas são aprovadas sem ressalva. Desta vez, a boa notícia vem acompanhada de um plano de ação com 19 produtos e procedimentos para melhoria, modernização e fortalecimento do compliance da gestão do Inhotim, preparado pela consultoria Smart Gov.

    Dentre as propostas da Smart Gov, estão incluídos criação de Código de Ética e de Conduta do Instituto Inhotim, Comitê de Ética, Compliance Officer; incentivo à adoção de medidas de integridade entre parceiros de negócio; política anticorrupção; planejamento estratégico e governança corporativa; segurança da informação e transparência; avaliação de risco e melhoria contínua; responsabilidade social; e adesão ao Pacto Empresarial pela Integridade e contra a Corrupção.

    Todas essas medidas são fundamentais para a manutenção do Inhotim e têm o respaldo do Conselho de Administração. Certos de que estamos no caminho certo, agradecemos aos parceiros que nos ajudam a despertar a consciência crítica instigada pela arte contemporânea, aliada à sustentabilidade ambiental. E obrigado a cada um dos 3 milhões de visitantes que contribuíram para materializar esse sonho. Se depender da gente, os alfinetes coloridos não deixarão de se multiplicar.

    _

    Artigo publicado no jornal Estado de Minas.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    Página 1 de 912345...Última »