Histórico

O Instituto Inhotim começou a ser idealizado pelo empresário mineiro Bernardo de Mello Paz a partir de meados da década de 1980. A propriedade privada se transformou com o tempo, tornando-se um lugar singular, com um dos mais relevantes acervos de arte contemporânea do mundo e uma coleção botânica que reúne espécies raras e de todos os continentes. Os acervos são mobilizados para o desenvolvimento de atividades educativas e sociais para públicos de faixas etárias distintas. O Inhotim, uma Oscip (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), tem construído ainda diversas áreas de interlocução com a comunidade de seu entorno. Com atuação multidisciplinar, o Inhotim se consolida, a cada dia, como um agente propulsor do desenvolvimento humano sustentável.

Linha do Tempo

2002

Fundação do Instituto Cultural Inhotim, instituição sem fins lucrativos, destinada à conservação, exposição e produção de trabalhos contemporâneos de arte e que desenvolve ações educativas e sociais.

2005

Iniciam-se as visitas pré-agendadas das escolas da região e de grupos específicos.

2006

Abertura ao grande público em dias regulares e com estrutura completa para visitação.

2007

Criação da Diretoria de Inclusão e Cidadania, voltada para o desenvolvimento regional.

2008

Reconhecido como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Governo de Minas Gerais.

2009

Governo federal também reconhece o Inhotim como uma OSCIP.

2010

Recebimento do título de Jardim Botânico pela CNJB (Comissão Nacional de Jardins Botânicos).

2011

Lançamento do programa Amigos do Inhotim.

2012

Inaugurada Galeria Psicoativa Tunga, com retrospectiva de 30 anos da carreira do artista que primeiro influenciou o empresário Bernardo Paz a investir em arte contemporânea.

2013

Acontece a maior troca de acervo nas galerias temporárias do Instituto.

2014

Inauguração da Inhotim Box em Belo Horizonte, primeira loja do Parque fora de Brumadinho.

2015

Inhotim atinge o marco de 2 milhões de visitantes no parque desde sua abertura, em 2006.

Brumadinho

Localizada no Vale do Paraopeba, Brumadinho possui belezas naturais, riquezas históricas e culturais. Com uma população de 35 mil habitantes, a cidade tem uma área de 634,4 km² e está situado no final do Maciço do Espinhaço e início do Tabuleiro do Oeste. Começou a ser colonizado quando os “insubmissos” da Guerra dos Emboabas se dirigiram para lá, fugindo da repressão, a fim de garimpar ouro, livres dos elevados tributos da Coroa. Junto com a freguesia de Bonfim do Paraopeba, foram também criados pelo Regente Feijó, em 1832, os municípios de Matheus Leme e Piedade do Paraopeba. O distrito foi criado em 1923 e emancipou-se em 1938, desmembrando-se de Bonfim, integrando-se à Região Metropolitana de Belo Horizonte. Desde sua criação, o Instituto Inhotim estabeleceu relações multidimensionais com a cidade, seja como local de trabalho para a população seja como agente propulsor de desenvolvimento social, educativo e cultural.

Equipe

Conselho Administrativo

Bernardo de Mello Paz Presidente   Clélio Campolina Vice-presidente   Cláudio de Moura Castro Deborah Shamash José Carlos Carvalho Marcos Coimbra Roberto Brant

Diretoria

Antonio Grassi Diretor Executivo Diretor Artístico Interino   Raquel Novais Diretora Executiva Adjunta   Gustavo Ferraz Diretor de Operações   Lucas Sigefredo Diretor de Jardim Botânico  

Staff

Ricardo Leite Superintendente Financeiro   Raquel Celso Gerente de Projetos e Captação   Eduardo Silva Gerente de Compras   Felipe Paz Gerente de Comunicação   Lucimar Pinto Gerente de Manutenção   Cristina Maciel Gerente de RH   Arthur Castro Gerente de Jardim Botânico   Yara Castanheira Gerente de Educação   Pedro Nehring Paisagismo

Conselho Consultivo

Cláudio de Moura Castro Presidente   Alexandre Guillermo Hernan Nogueira Álvaro Teixeira da Costa André Corrêa do Lago Evelyn Ioschpe Hélio Barros Ivan Campos Joaquim Falcão Jorge Pinheiro Machado Jorge Viana José Israel Vargas Marcos Coimbra Oskar Metsavaht Ozires Silva Priscila Freire Renato Janine Ribeiro Rubens Barbosa Rubens Ricupero Vicente Falconi Campos

Curadoria de Arte

Allan Schwartzman Jochen Volz Marta Mestre