Leitura: 4 min

Um encontro marcado entre quem faz o Inhotim acontecer

Um encontro marcado entre quem faz o Inhotim acontecer

Três vezes por semana, funcionários e funcionárias do Inhotim se reúnem em lugares variados do Instituto com um único objetivo: conhecer melhor o espaço onde trabalham, sentindo-se à vontade para desfrutar de todas as possibilidades por aqui. Desde 2009, o projeto Encontro Marcado busca a integração entre as diferentes áreas e a democratização do acesso aos acervos botânico, artístico e histórico-cultural do Inhotim. Os encontros são realizados ao longo de todo o ano, com carga horária de 2 horas cada, e é desenvolvido pela Gerência de Educação.

As reuniões possuem um caráter de “formação temática” na qual quem quiser participar se inscreve autonomamente em uma coletânea de encontros propostos pela equipe educativa. A disponibilidade de cada pessoa é conversada com a gerência das equipes, e os participantes e as participantes podem se inscrever em quantos encontros quiserem. Esses momentos são construídos através de ações teórico-práticas e, em sua maioria, resultam em uma produção plástica feita por quem participa. Até o próximo sábado, dia 20 de janeiro, uma mostra dos trabalhos desenvolvidos durante os Encontros Marcados de 2017 está em exibição na Biblioteca Inhotim.

Essa ideia de integração surgiu a partir da iniciativa de duas funcionárias da Biblioteca Inhotim. Estas, ao serem abordadas por um jardineiro do Instituto, foram questionadas se ele poderia entrar para ler um livro. A pergunta evidenciou uma necessidade em fazer com que as próprias pessoas que trabalham no Parque conheçam o lugar, tendo dimensão de todas as áreas e se sentindo livres para usar os espaços.

Após o episódio, algumas ações foram elaboradas para serem desenvolvidas ao longo do ano, incentivando esse sentimento de pertencimento entre funcionários e funcionárias e o Inhotim.  Uma vez por mês, um encontro era marcado (deu-se a origem do nome) em locais específicos, tais como: biblioteca, galerias de arte e jardins do Inhotim, apresentando a quem se inscrevesse  um universo de informações e possibilidades às quais essas pessoas não tinham acesso. Inicialmente, somente a equipe de jardineiros e jardineiras era contemplada com as ações do projeto, porém logo se percebeu o impacto positivo gerado no cotidiano dos funcionários, entendendo-se, portanto, a importância do alcance de todas as equipes das áreas de atendimento ao público e manutenção do Museu. Hoje em dia, as inscrições são abertas para todos os interessados e interessadas e os encontros têm ocorrência semanal.

Durante um dos encontros, participantes aprenderam a fazer monotipia.

Durante um dos encontros, participantes aprenderam a fazer monotipia.

Ouvir, ao final de cada atividade, o depoimento emocionado por parte de funcionários que trabalham no Instituto há mais de três anos e que nunca haviam entrado em determinada galeria, na biblioteca ou simplesmente passado por um dos jardins, traz a motivação e o desejo para a realização permanente desse projeto. O Encontro Marcado se consolidou como um espaço de socialização entre as equipes do Instituto, permitindo o exercício do respeito, diálogo, cooperação e abertura para o outro, além de estimular a colaboração entre áreas do Inhotim.

*Esse texto foi escrito por William Costa, educador do projeto Encontro Marcado.



voltar
  • Twitter
  • Facebook
  • Google +