• EN
  • 15 de dezembro de 2017

    Redação Inhotim


    artebrumadinhoeducaçãoinhotim

    Leitura: 2 min

    Seja Amigo do Inhotim e tenha isenção fiscal no valor da adesão

    Seja Amigo do Inhotim e tenha isenção fiscal no valor da adesão

    O programa Amigos do Inhotim reúne pessoas que acreditam na experiência transformadora que o Inhotim promove para seus diversos públicos. A doação dos Amigos proporciona oportunidades para a comunidade do entorno, colabora com estudos botânicos, ajuda a manter projetos educativos e artísticos, além de levar aprendizado para milhares de jovens e crianças.

    Os Amigos do Inhotim têm direito a entrada livre, cortesias para convidados, descontos nas lojas e restaurantes e, ainda, o valor da adesão pode ser integralmente deduzido no Imposto de Renda.

    Apoie o Inhotim. Sua colaboração faz toda a diferença!

    Confira o passo a passo para aderir ao Amigos do Inhotim e deduzir a doação do seu Imposto de Renda
    1- Acesse www.inhotim.org.br/apoie
    2- Confira as categorias e escolha a que mais se adapta ao seu perfil
    3- Preencha o seu cadastro e clique na opção de pagamento “Utilizar Lei de Incentivo”
    4- Você receberá um e-mail com os dados bancários para efetuar o pagamento
    5- Para garantir a restituição, o pagamento deverá ser efetuado até 20/12/2017
    6- Na Declaração Anual de Ajuste, declare sua doação ao Amigos do Inhotim (Lei Nº 11.472, de 2 de maio de 2007)

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    05 de dezembro de 2017

    Redação Inhotim


    botânicabrumadinhocomunidadeeducaçãoinhotimmeio ambiente

    Leitura: 7 min

    Inhotim na vanguarda da conservação ambiental

    Inhotim na vanguarda da conservação ambiental

    Representantes da sociedade civil, setor público, academia e instituições globais se reuniram no Instituto Inhotim entre os dias 29 de novembro e 1º de dezembro para debater os desafios da preservação ambiental. O Seminário Internacional Mudança Climática e Biodiversidade: Ideias e Atitudes que Fazem Diferença apresentou ao público ações inspiradoras que contribuem para o desenvolvimento sustentável. Foi o primeiro evento internacional sobre o tema realizado pela Instituição.

    Um dos palestrantes do seminário, o diretor do Jardim Botânico do Inhotim, Lucas Sigefredo, abordou as ações ambientais do Instituto e conclamou o público a refletir sobre a mudança global do clima e agir localmente. Durante sua fala, Lucas pontuou as principais funções do Inhotim enquanto Jardim Botânico, um lugar que é centro de concentração e disseminação do conhecimento. “Temos uma importância fundamental no cuidado com a biodiversidade e com os recursos naturais, além da reestruturação e reorganização do espaço de forma sustentável. Esse tipo de encontro é uma oportunidade de discutir sobre temas da mais alta relevância e convidar as pessoas para uma atitude individual, coletiva ou institucional para conservar a biodiversidade, disse.

    Botânico consultor do Kew Garden e Eden Project, o britânico Sir Ghillean Prance mostrou a importância das grandes coleções de plantas dos jardins botânicos para auxiliar e promover ações que combatam a mudança climática.“É responsabilidade dos jardins botânicos trabalharem esse tema, senão, não haverá plantas para o futuro”, advertiu Prance, chamando atenção para a combinação entre arte e natureza no Instituto. “O Inhotim é incrível e estou muito feliz por estar aqui, conhecendo este lugar! É interessante como vocês articulam Jardim Botânico e o acervo artístico, conseguindo transmitir uma mensagem de conservação do meio ambiente. Manter um jardim bonito como esse é fruto de um esforço muito grande dos trabalhadores”.

    Moderando o painel “Interface entre ciência, tecnologia e tomada de decisão pública e privada para o combate à mudança climática”, o assessor sênior do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Haroldo Machado Filho, também participou do evento. O especialista explicou que as transformações do clima estão diretamente associadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. “Colocar a questão da mudança do clima mais próxima do cidadão comum e dos impactos no processo de desenvolvimento, em relação à mudança do clima, biodiversidade, edução pobreza, saúde, educação, é garantir que os 17 ODS, que são integrados e indivisíveis, sejam implementados”, afirmou.

    Já Adriano Oliveira, diretor do Departamento de Monitoramento, Apoio e Fomento de Ações em Mudança do Clima do Ministério do Meio Ambiente, observou que é importante tomar inciativas como o seminário para compartilhar o que está sendo feito pelas diversas instituições. Segundo ele, o ministério tem o desafio de recuperar 12 milhões de hectares por meio de reflorestamento e restauração de vegetação nativa.“O Inhotim é um grande exemplo para as políticas públicas e ações similares que têm que ser realizadas pelo Brasil”, disse Oliveira. 

    O diretor destacou o projeto do Inhotim financiado pelo Fundo Clima, que prevê a criação de uma área protótipo para sequestro de carbono em terrenos degradados pela mineração a partir de plantas nativas: “Temos que tomar iniciativas, a exemplo deste seminário, como uma forma de divulgar projetos”. O Fundoclima é um projeto de extrema importância para o Ministério. Como tem centralidade na recuperação de área degradada por meio de reflorestamento, torna-se um exemplo importante de como o Brasil pode agir, diante dos compromissos assinados no acordo de Paris, por meio da Contribuição Nacionalmente Determinada (CND)”, acrescentou Oliveira.

    O seminário também recebeu a presença da diretora executiva da Forest Stewardship Council (FSC), que falou sobre os problemas e soluções palpáveis para se conseguir combater o uso ilegal das madeiras nas florestas brasileiras. “O selo FSC garante que todo o processo de produção foi feito pensando em preservar a vida das florestas. O cidadão comum pode contribuir adquirindo produtos certificados, investindo na certificações de suas operações, promovendo a certificação FSC e divulgando seu conceito”

    Os três dias de seminário foram proporcionaram momentos de troca de conhecimento, expandindo as possibilidades e alternativas para novas ideias de conservação. Desde sua abertura ao público, em 2006, o Inhotim tem contribuído para a conservação da biodiversidade, sendo reconhecida em 2010 como Jardim Botânico, tornando-se um agente de sensibilização e educação sobre as temáticas de mudança climática, sustentabilidade, proteção e conservação da flora e fauna locais. O Instituto possui, ainda, cerca de 4.500 espécies botânicas e uma Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN), com 249 hectares.

    Por meio de suas práticas de combate à mudança do clima, o Inhotim está em consonância com a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Os trabalhos ambientais e de pesquisa desenvolvidos no Instituto são frutos de parcerias com instituições de renome internacional, incluindo o PNUD.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    11 de outubro de 2017

    Redação Inhotim


    artedia das criançaseducaçãoexperiênciaferiadovisita

    Leitura: 4 min

    Dia das Crianças no Inhotim

    Dia das Crianças no Inhotim

    O tão esperado feriado de outubro está chegando, e o Educativo Inhotim preparou atividades especiais para comemorar o Dia das Crianças. Durante o recesso, o Instituto funciona das 9h30 às 17h30, com entrada a R$ 44 (inteira). Lembramos que os pequenos de até seis anos não pagam entrada.

    Na Estação Jardim – Descobertas Sensoriais, pequeninas e pequeninos e os adultos acompanhantes são estimulados a descobrir todos os sentidos brincando com diferentes texturas, cores e sons! A atividade acontece a partir das 10h do dia 12/10, no jardim próximo à Galeria Mata (ponto G1 no mapa).

    Já na Estação Jardim – Brincadeiras de Quintal, a diversão acontece com o resgate de brincadeiras tradicionais brasileiras. Brincar de amarelinha, cantar ciranda e pular corda são algumas das atividades para toda a família que rolam a partir das 14h30 do dia 12/10, no jardim próximo à obra Magic Square (ponto A12 no mapa).

    E também tem atrações que acontecem durante todo o mês de outubro!
    É o caso do Jogo Memorizando a Biodiversidade, que convida crianças e adultos a conversar sobre espécies botânicas que são destaques no paisagismo dos jardins do Inhotim. Uma ótima oportunidade para conhecer mais sobre as faunas silvestre e doméstica e sobre os biomas Cerrado e Mata Atlântica. O jogo acontece das 10h às 16h de terça a sexta-feira e das 10h às 17h aos sábados, domingos e feriados de outubro, sempre na Estação Educativa para Visitantes.

    Para o restante da família, também são oferecidas atividades que propõem uma experiência mais completa entre os acervos do Parque. A Visita Temática Revelando Memórias resgata lembranças adormecidas a partir das experiências com os acervos artístico, botânico e histórico-cultural. A Visita Panorâmica explora várias possibilidades de percurso pelo Inhotim a partir da reflexão sobre o lugar e seus acervos. Além das visitas mediadas, a Biblioteca Inhotim e a Estação Educativa para Visitantes são espaços que você não pode deixar de conhecer na sua vinda ao Museu.

    Com a programação garantida, é hora de providenciar o seu ingresso online!

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    01 de junho de 2017

    Redação Inhotim


    educaçãomeio ambienteprogramação culturalvisita

    Leitura: 9 min

    Mudança do clima é tema da Semana do Meio Ambiente no Inhotim

    Mudança do clima é tema da Semana do Meio Ambiente no Inhotim

    Como as características de um determinado lugar podem se misturar com culturas globais para ajudar a diminuir as consequências da mudança de clima atualmente? Pensar em ações que considerem as particularidades de um espaço para reduzir esses impactos é importante em uma escala global, e é este o tema condutor da Semana do Meio Ambiente, que começa no Inhotim a partir deste sábado, 3 de junho. As atividades vão até o dia 11 e têm como ponto de partida a reflexão sobre estas ações GLOCAIS para um diálogo sobre a Mudança de Clima do planeta e Biodiversidade.

    O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado no dia 5 de junho, e a cada ano o Instituto Inhotim celebra esta data com uma programação especial durante a semana. Estudantes, professores, profissionais da área e moradores de Brumadinho e Região Metropolitana de Belo Horizonte compõem grande parte do público participante. As atividades programadas abordam a temática a partir do plantio de árvores nativas, visitas ao Viveiro Inhotim, visita ao Laboratório de Produção Vegetal, visitas temáticas pelos jardins e galerias, mostra botânica e apresentação musical. A programação é uma excelente oportunidade para os participantes investigarem os bastidores e os espaços de produção e pesquisa do Jardim Botânico Inhotim habitualmente restritos à visitação, mas que serão abertos especialmente ao longo dessa semana.

    Confira o que vem por aí e engaje-se!

    Visita Temática: Mudança do Clima e Biodiversidade
    As discussões que envolvem a mudança do clima são emergentes. A Visita Temática “Mudança do Clima e Biodiversidade” propõe uma reflexão sobre a colaboração de Jardins Botânicos para a mitigação dos efeitos da mudança do clima, sensibilização e o engajamento da sociedade civil e políticas públicas sobre este assunto. O significativo acervo botânico de Inhotim será ponto de partida para as discussões, a partir do termo GLOCAL. A proposta educativa colabora com as discussões promovidas pela ONU por meio da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável no que se refere ao ODS (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável) “combate às alterações climáticas”.
    Quando: 03 de junho a 30 de julho (quartas, sábados, domingos e feriados)
    Horários: 10h30
    Local: saída da Recepção
    Público: livre
    Observação: 25 vagas, inscrição no local a partir das 10h

    Programação especial para funcionários: 
    Bate papo entre a equipe do Jardim Botânico Inhotim e os funcionários das diversas áreas do Instituto. Temas como os bastidores do Jardim Botânico, os trabalhos desenvolvidos em 2017, o paisagismo e as curiosidades farão parte da atividade. 
    Quando: 05 de junho (segunda)
    Horários: 10h30 às 16h
    Local: Teatro Inhotim
    Público: funcionários do Instituto Inhotim
    Observação: 200 vagas, inscrição prévia pelo e-mail: info@inhotim.org.br

    Plantio de árvores nativas nos Jardins do Inhotim
    O Inhotim convida você para o plantio coletivo e simbólico de árvores nativas que irão fazer parte do exuberante jardim do Instituto. Plantar árvores nativas produzidas em nossos viveiros a partir de sementes coletadas no Inhotim, faz toda a diferença. A atividade contribuirá para o  aumento do número de espécies arbóreas nativas regionais na área de visitação, ampliará os espaços de sombreamento, contribuirá para o conforto térmico e sensibilizará mais visitantes quanto ao esforço global de combate à mudança do clima e conservação da biodiversidade. Faça parte dessa ação!
    Quando: 06 de junho (terça)
    Horários: 14h
    Local: saída da Recepção
    Público: livre
    Observação: Vagas limitadas, inscrição prévia pelo e-mail: info@inhotim.org.br ou inscrição no local a partir das 09h30


    Visita mediada pelo agrônomo: Nos jardins do Inhotim, paisagismo e coleção botânica

    Participe da visita mediada pelo o engenheiro agrônomo do Inhotim, Juliano Borin. Os admiradores da natureza vão conhecer de maneira mais aprofundada o exuberante jardim do Inhotim, sua construção, manutenção, produção de plantas e diversas curiosidades. Os participantes e o Juliano B. percorrerão também espaços que não são abertos à visitação livre, como o epifitário, estufa equatorial e outros bastidores do Jardim Botânico Inhotim, aproveite.
    Quando: 10/06 (sábado)
    Horários: 14h
    Local: saída da Recepção
    Público: livre
    Observação: 25 vagas, inscrição prévia pelo e-mail: info@inhotim.org.br, ou inscrição no local a partir das 09h30 (conforme disponibilidade de vagas). Atividade paga (valor R$40,00)

    Mostra de sementes e mudas da Mata Atlântica e Cerrado
    Durante a Semana do Meio Ambiente de 2017 o Inhotim exibirá uma mostra de sementes e mudas de ocorrência nos biomas mata atlântica e cerrado, ambos considerados de prioridade em conservação em razão de suas elevadas ameaças de extinção. Serão exploradas questões sobre a diversidade da vegetação, tipo de dispersão, conservação, ambientes e espécies ameaçadas e recuperação de áreas. A mostra será composta mudas e sementes de diferentes tamanho e formas de 10 espécies coletadas na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Inhotim que integra remanescente florestal de Mata Atlântica com encraves de Cerrado.
    Quando: 03 a 11 de junho (terça à domingo)
    Horário: 10h às 16h (de terça a sexta-feira) e 10h às 17h (aos sábados e domingos)
    Onde: Estação Educativa para Visitantes (Centro de Educação e Cultura Burle Marx)

    Visita Técnica ao Viveiro Inhotim e ao Laboratório de Botânica
    Com o objetivo de informar e divulgar as atividades de pesquisas e produção de mudas de espécies dos biomas Mata Atlântica e Cerrado, o Inhotim irá promover uma visita técnica ao Viveiro para conhecer o laboratório de botânica e platô de rustificação. Serão abordados assuntos relacionados a germinação de sementes, diferentes tipos de testes de propagação, triagem e beneficiamento de sementes, produção e manejo de mudas, importância desses estudos com espécies nativas, diversidade vegetal, recuperação de área e mudança do clima.
    Quando: 09 de junho (sexta)
    Horário: 14h à 16h
    Onde: Laboratório de botânica e platô de rustificação / Viveiro Inhotim
    Público: Jovens Agentes Ambientais, convidados das escolas dos jovens e membros do Assentamento Pastorinhas

    Apresentação obra orquestral “os Jardins do Inhotim” – Escola de Cordas Inhotim
    A Escola Cordas Inhotim consiste na continuidade e aperfeiçoamento das ações implantadas no ano de 2012. O projeto tem como principal objetivo oferecer a oportunidade de formação musical gratuita em instrumentos sinfônicos de cordas (violino, violoncelo, viola e contrabaixo acústico). As atividades contemplam crianças e jovens com faixa etária entre 10 e 18 anos, prioritariamente estudantes da rede pública de ensino e residentes no município de Brumadinho, que é composto por localidades de zona rural, distritos e comunidades quilombolas. O projeto contribui para o reconhecimento e valorização do cenário musical do Médio Vale do Paraopeba. A obra orquestral “Os Jardins do Inhotim” será apresentada durante a programação da Semana.
    Quando: 10 de junho (sábado)
    Horário: 11h
    Onde: Largo das Orquídeas
    Público: livre

    Siga o Inhotim no Facebook, Twitter e Instagram.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    30 de maio de 2017

    Redação Inhotim


    artebotânicabrumadinhocomunidadeeducaçãoinhotimjovens agentes ambientais

    Leitura: 5 min

    Inhotim é espaço de pesquisa e debate para Jovens Agentes Ambientais

    Inhotim é espaço de pesquisa e debate para Jovens Agentes Ambientais

    “O que mais me encanta aqui é a diversidade. Durante nossos encontros, sempre percebo o quanto é importante sermos 25 jovens com tantas diferenças, desde a forma como fomos criados até o lugar onde moramos e a orientação sexual. Isso faz com que nossos debates sejam completos, faz com que a gente construa uma consciência que passa por realidades diversas.”

    Quando questionada sobre o que mais gosta nos encontros dos Jovens Agentes Ambientais (JAA), Kelen logo responde: as diferenças. Integrante do projeto desde o começo do ano, a estudante de 15 anos já participou de um grupo de coral e da Escola de Cordas do Instituto. Assim que foi avisada na escola sobre as inscrições para o JAA, se inscreveu sem pensar duas vezes. “Aqui é minha segunda casa”, conta.
    20170517_JAA_ William Gomes-1011

    O programa, que conta atualmente com o patrocínio da IBM e da Aliança Energia, é desenvolvido pelo Instituto Inhotim desde 2008 e tem como objetivo a formação de jovens matriculados na rede pública de ensino do município de Brumadinho para a inclusão socioambiental. Durante todo o ano, são pensadas atividades que estimulam discussões sobre sustentabilidade, consumo consciente e qualidade de vida na contemporaneidade, e que despertam um olhar crítico para a busca de mobilização social em prol do meio ambiente. As temáticas são sempre abordadas de forma a serem aplicadas na própria comunidade onde os integrantes moram.

    A cada ano, 25 jovens entre 14 e 17 anos são selecionados para compor a turma e receber uma formação intensiva na área de meio ambiente e responsabilidade social. O processo de seleção não é pautado por análise de desempenho escolar ou conhecimento prévio. Durante as dinâmicas de seleção, busca-se identificar jovens que demonstrem sua inquietude diante dos desafios contemporâneos como questões de gênero e sexualidade, representatividade política no Brasil e democracia, ou sobre o papel do jovem na sociedade. Os encontros entre jovens e educadores acontecem duas vezes por semana durante todo o ano letivo, nas dependências do Instituto Inhotim.

    Ana Clara Silva tem 16 anos e foi uma das selecionadas para compor o grupo deste ano. Para ela, a chance de entender os ciclos do ambiente é o que mais a instigou a participar do projeto. “Uma relação ambiental difere muito do que as pessoas pensam que é óbvio. Por exemplo, uma pessoa tem a noção que o meio ambiente é só a floresta. Mas o lugar em que você vive já é um ambiente, o seu ciclo, o que você faz, é o seu ambiente. Aqui aprendemos isso e aprendemos as formas de melhorar esses lugares”, explica. 20170517_JAA_ William Gomes-1017

    Através de discussões temáticas, pesquisas no Jardim Botânico Inhotim e ações de diagnóstico e intervenção realizadas em diferentes comunidades, o programa desperta o envolvimento e desenvolve as habilidades necessárias para que esses jovens trabalhem individual e coletivamente, tendo o Inhotim como ponto de partida para pesquisas, reflexões e experimentações. A metodologia do programa se baseia, ainda, na relação com o município de Brumadinho, principal espaço de atuação e objeto de investigação no contexto do projeto.

    Neste ano, é a vez dos 25 jovens mergulharem em temas como agricultura familiar, alimentação e consumo consciente. No final do ano, é a vez de mostrarem os resultados dos dias de pesquisa, debate e imersão durante o Festival de Rua que realizam junto aos jovens do Laboratório Inhotim. Desta vez, realizado em uma comunidade rural de Brumadinho.

    Siga o Inhotim no Facebook, Twitter e Instagram.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    Página 1 de 1112345...10...Última »