Leitura: 4 min

Um estímulo à transformação

Um estímulo à transformação

Estar no Inhotim provoca experiências diversas, pois se trata de um lugar múltiplo, transformador, inquietante e, o que já se torna senso comum, extremamente belo. As obras de arte contemporânea expostas singularmente no Inhotim e os jardins se articulam de tal maneira que cada visita denota uma nova experiência.

Para além da contemplação e os sentimentos dela derivados, o Inhotim apresenta vertentes muitas vezes desconhecidas das centenas de milhares de visitantes que por lá passam anualmente. Uma delas diz respeito ao impacto na vida dos moradores da cidade que acolhe generosamente o Inhotim. A decisão do idealizador Bernardo Paz em manter e incorporar o nome da antiga vila, onde os jardins começaram a abrigar as obras de arte, evidencia o desejo de não se dissociar da história do lugar. A estranheza inicial que o nome provocava no grande público foi superada rapidamente e hoje dizer “Inhotim” já não demanda tantas explicações.

Ter se tornado o maior empregador privado da cidade, com 1.300 funcionários, sendo que destes, mais de 80% são originários de Brumadinho e região, e, ainda, representar o primeiro emprego de mais de 400 jovens da cidade fazem com que o Inhotim permeie a vida pública e privada de milhares de brumadinhenses. Há, também, outra relação direta do Inhotim com a cidade que ocorre a partir da mobilização dos acervos de arte e de botânica nos projetos sociais e educativos. Tais projetos expõem crianças, jovens e adultos a questões fundamentais da contemporaneidade, formuladas a partir do contato com o que há de mais relevante no cenário da arte contemporânea e de uma agenda mundial relacionada à biodiversidade e, mesmo, ao futuro do planeta.

Não bastando essas iniciativas, o Inhotim viabiliza, a partir deste mês, a meia-entrada para todos os moradores de Brumadinho, residentes há mais de três anos no município, por meio do programa Nosso Inhotim. Essa iniciativa é mais um estímulo para que o cidadão frequente e se aproprie desse lugar que atrai visitantes de todas as partes do mundo. Ter um equipamento cultural como o Inhotim é um ganho inestimável para a cidade. Ter os moradores de Brumadinho passeando cada dia mais pelos jardins e galerias do Inhotim é cumprir o principal objetivo do Instituto: ser um lugar transformador e que inspire um novo modelo de vida.

Programa Nosso Inhotim:

Quem tem direito à meia-entrada: moradores do município de Brumadinho, residentes há mais de três anos na região;

Documentos necessários: carteira de identidade (ou equivalente) e comprovante de residência;

Cadastramento: sempre às quartas-feiras, das 11h às 14h, na recepção do parque. Também pode ser realizado pelo e-mail nossoinhotim@inhotim.org.br. Haverá, ainda, cadastramento mensal em Brumadinho. No sábado, 7/06, por exemplo, a equipe do programa estará presente na Praça da Rodoviária, de 9h às 13h, atendendo aos interessados.

Será emitida uma carteirinha de participação do programa, que deve ser apresentada sempre que o participante for visitar o Inhotim. Ela deverá ser retirada na recepção pelo titular, às quartas-feiras, de 11h às 14h, com assinatura de comprovante de recebimento.

Mais informações: (31) 3571-9700



voltar
  • Twitter
  • Facebook
  • Google +