• EN
  • 01 de setembro de 2016

    Redação Inhotim


    Leitura: 4 min

    Inhotim abre duas novas exposições temporárias

    Na próxima quinta-feira, 8/09, o Inhotim faz sua inauguração anual, desta vez com novas exposições temporárias nas Galerias Mata e Lago. Tomando os dez anos do Instituto como momento simbólico de reflexão sobre a trajetória da instituição,“Por aqui tudo é novo” e “Light” articulam trabalhos de diferentes momentos da cronologia do Inhotim, criando novas leituras sobre o acervo.

    Apresentada na Galeria Mata, “Por aqui tudo é novo…” surge a partir do relato do viajante James W. Weels, que, no final do século 19, passou por Brumadinho e se surpreendeu com a região. Ao refletir sobre a história da instituição e suas projeções para o futuro, a exposição coloca em evidência produções de artistas mais jovens da Coleção Inhotim, como Pablo Accineli, Erika Verzutti ou Sara Ramo, ao mesmo tempo em que reapresenta trabalhos que marcaram os primeiros anos do Instituto, como a instalação Método para Arranque e Deslocamento (1992-1993), do brasileiro José Damasceno, anteriormente exposta na mesma galeria, em 2007. A mostra busca também conexões a partir de linguagens artísticas mais recentes que as instituições culturais têm integrado em suas coleções. É o caso de Marra (1996), da série Homem=Carne/Mulher=Carne, ação performática de Laura Lima que pertence à Coleção Inhotim, e que será realizada somente no dia de abertura da exposição, 8/09.

    Sara Ramo_montagem_blog

    Sara Ramo durante a montagem da exposição “Por aqui tudo é novo…”

    Dando continuidade à construção de narrativas que projetem o futuro da coleção do Instituto, a Galeria Lago apresenta a mostra “Light”, que articula trabalhos que exploram a luz enquanto elemento sensorial e intangível, mas, ao mesmo tempo, concreto e material no uso que lhe é dado por diferentes artistas. “Light” é uma expressão dos diversos caminhos narrativos que o Inhotim ainda tem para explorar à medida que seu público se familiariza com a coleção, e da possibilidade de sempre refletir sobre aspectos singulares da experiência sensorial neste espaço. Ao redor do trabalho seminal do argentino David Lamelas, Limit of a proyection I (1967), instalação que explora a relação fronteiriça de luz e sombra, a pesquisa curatorial “joga luz” sobre relações inéditas entre trabalhos de Cildo Meireles, Cao Guimarães e Rivane Neuenschwander, Cláudia Andujar, Luisa Lambri, Marcellvs ou Jonathan Monk, criando diálogos entre obras de diferentes épocas da história do Inhotim. Estabelecem-se “conversas” sobre a dicotomia entre rarefação e acumulação, entre esse recorte e as instalações de Iran do Espirito Santo e Dominik Lang, relacionadas à memória dos materiais que afeta a percepção.

    “Por aqui tudo é novo” e “Light” procuram dar mais um passo no constante processo de reflexão e construção coletiva de significados sobre o acervo e o futuro do Inhotim, revelando novas associações em sua extensa coleção de aproximadamente 1.300 obras de arte. Também se destaca a inclusão de Natureza Espiritual da Realidade III (2015), de Luiz Zerbini, à exposição “amor lugar comum”, inaugurada em 2013 na Galeria Praça, com diversos trabalhos do mesmo artista.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    26 de agosto de 2016

    Redação Inhotim


    arteprogramação culturalvisita

    Leitura: 4 min

    Performances de Tunga marcam 10 anos do Inhotim

    Performances de Tunga marcam 10 anos do Inhotim

    Em 2002, quando a galeria True Rouge foi inaugurada para abrigar a obra do artista Tunga, o Instituto ainda não era aberto ao público. Na ocasião, durante uma cerimônia feita apenas para alguns convidados, uma das típicas performances do artista marcou o início do que viria a ser o Inhotim: a interação entre arte, arquitetura e natureza. Nesse dia, atores nus interagiram com os recipientes que contêm um líquido viscoso, vermelho, e os derramaram sobre si e sobre os vidros, remetendo aos ciclos vitais. A performance era o que Tunga gostava de definir como instauração, o momento em que a obra de arte é ativada por meio de interações humanas para ganhar sentido. Durante a programação que comemora os 10 anos do Inhotim, uma homenagem a um dos artistas mais influentes da história do Instituto resgata outras instaurações, relembrando trabalhos que eternizaram Tunga dentro e fora do Inhotim.

    O tributo começa na Noite Aberta, 3 de setembro, quando as instalações True Rouge (1997) e Deleite (1999) ficam disponíveis para visitação noturna. No dia 8, a Galeria Psicoativa é o cenário para a realização de “Xifópagas Capilares Entre Nós”, às 11h e às 13h, já apresentada uma vez no Inhotim, em 2012, durante a inauguração da Galeria Psicoativa Tunga, o maior pavilhão do Intituto. Nesta intervenção, duas meninas gêmeas se vestem com uma única peruca, que as une pelos cabelos, e caminham pelo espaço.

    No mesmo dia, o Inhotim estende seu funcionamento para dar continuidade às comemorações. Às 17h, próximo a obra Deleite, narrativas escritas por Tunga serão lidas por convidados e distribuídas ao público em uma edição comemorativa. Esse momento busca resgatar um importante elemento da obra do artista, que considerava as narrativas espécies de performances feitas por palavras. “Essa evocação das palavras pode fazer construir mentalmente um jardim ou apenas olhar o jardim com outros olhos”, explicou certa vez em entrevista à revista Carbono.

    Já às 19h, a coreógrafa Lia Rodrigues, parceira de trabalho de Tunga, coordena uma nova apresentação de True Rouge, realizada por último no Inhotim em 2004, antes da abertura da instituição ao público. Homens e mulheres nus espalham gelatina vermelha por seus corpos e pela obra enquanto o material vai se depositando nos vidros e piso da galeria. Especialmente para a ocasião, o Restaurante Tamboril fica aberto para o jantar com um buffet vermelho, com pratos que trazem ingredientes na cor que tem forte presença no trabalho de Tunga.

    No dia 9, “Xifópagas Capilares Entre Nós” é apresentada novamente às 14h na Galeria Psicoativa. Às 15h, no mesmo espaço, é a vez da performance Make-up Coincidence, em que um casal nu maquia as esculturas de A Prole do Bebê (2002) com giz, pasta de maquiagem, gelatina e esmalte cerâmico ao mesmo tempo em que passa os materiais no corpo. No espaço, também acontece uma nova sessão de leitura das narrativas de Tunga.

    A homenagem marca a primeira década do Inhotim relembrando a arte transgressora que o artista eternizou por meio de experiências radicais diversas. Com as performances e com a presença dos trabalhos expostos nas galerias True Rouge e Psicoativa, Tunga transformou espaços em lugares vivos de experimentação.
    Confira a programação completa dos 10 anos do Instituto e garanta seu ingresso.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    08 de agosto de 2016

    Paula Zasnicoff Cardoso

    Diretora do escritório Arquitetos Associados em Belo Horizonte


    Leitura: 5 min

    Onde arquitetura e arte se confundem #Ensaio1nfinit0

    Onde arquitetura e arte se confundem #Ensaio1nfinit0

    Quem almoça sob a sombra dos guarda-sóis do restaurante Tamboril não pode ver nenhum resquício da piscina que hoje está soterrada sob seus pés. Lembro-me que a decisão do aterro deste espaço de lazer, a piscina da antiga casa de Bernardo Paz, que deu origem ao Instituto Inhotim, causou algum impacto em colegas que trabalhavam comigo na época. Entre 2005 e 2007 atuei como arquiteta dentro da instituição, desde então continuei colaborando no desenvolvimento de vários projetos arquitetônicos a partir de meu escritório – Arquitetos Associados – em conjunto com os sócios Alexandre Brasil, André Prado, Bruno Santa Cecília e Carlos Alberto Maciel. O aterro da piscina ocorreu algumas semanas antes da abertura de Inhotim ao público. Enterrar algo tão doméstico foi simbólico na transição do uso privado para o público.

    Centro Cultural Burle Marx. Crédito: Ricardo Mallaco.

    Centro Cultural Burle Marx. Crédito: Ricardo Mallaco.

    Há mais de dez anos trabalhamos com equipes multidisciplinares, que envolveram curadores, artistas, paisagistas, engenheiros, museólogos, dentre outros. Entre tantas pessoas de diferentes áreas, tivemos a oportunidade de lidar com uma grande variedade de situações que envolvem arte e sua relação com arquitetura.
    Inhotim oferece aos artistas uma condição única de inserir intervenções construídas relacionadas à paisagem, à topografia e à natureza. Esta abordagem site-specific direcionou o comissionamento de várias obras, de artistas como Doug Aitken, Matthew Barney, Valeska Soares e Rivane Neuenschwander. Trabalhei no desenvolvimento desses projetos. Em todos, a arquitetura teve um papel específico, atuando como suporte, ou consultoria, para o trabalho do artista.

    Já nos projetos de galerias que desenvolvemos, é possível dizer que todos sintetizam o esforço da instituição em superar o cubo branco elencando algumas questões inerentes à relação dos edifícios com o contexto, tanto na inserção de novos elementos nessa paisagem singular, quanto na criação de transições mais sutis de espaços interiores para o exterior, entre espaços expositivos e o parque.

    As estratégias variam e são específicas para cada projeto, para cada contexto. A manipulação da topografia para minimizar o impacto do volume construído da Galeria Miguel Rio Branco e o seu pavimento de acesso tratado como extensão do parque e intervalo entre suas duas áreas expositivas principais. A ambiguidade da leitura do volume construído na Galeria Cosmococa, ora extensão do chão com seu terraço gramado, ora volume construído sem atributos arquitetônicos revelados. A exploração do jogo de luz e sombras da envoltória de tijolos da Galeria Claudia Andujar, que estabelece um diálogo com a mata que a rodeia e sua luz filtrada, bem como as transições criadas pela pérgola de acesso que ameniza a incidência direta da luz zenital, e pelos pátios internos, tratados de maneiras distintas, como pausas, respiros ou clareiras naturais.

    As circulações avarandadas e a ausência de limites na transição entre exterior e interior foram liberdades possíveis no projeto do Centro Educativo Burle Marx por não ser este um espaço expositivo, e prescindir do controle de climatização que tais espaços demandam. Sua horizontalidade, o pouso do edifício na cota intermediária entre os lagos existentes e sua cobertura espelho d´água minimizam sua presença na paisagem. Após a conclusão do edifício, os curadores, em uma escolha muito sensível, decidiram integrar ao espelho d´água o trabalho Narcisus Garden, de Yayoi Kusama. Suas quinhentas esferas brilhantes de aço inoxidável flutuam no jardim de água da cobertura ampliando a integração de arquitetura, arte e paisagem. Sintetizando a ideia da instituição.

    É um privilégio ter participado de tantos projetos e ter acompanhado o processo de transformação que ocorreu nesta última década. Vida longa ao Inhotim!

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    05 de agosto de 2016

    Redação Inhotim


    Leitura: 5 min

    Programação 10 anos: benefícios dos Amigos do Inhotim

    Queremos muito ter nossos Amigos por perto durante a programação comemorativa dos 10 anos do Inhotim. Para isso, criamos condições especiais para que vocês participem das atividades. É importante que os Amigos estejam ativos nas datas dos eventos para poderem usufruir dos benefícios.

    Conheça os detalhes abaixo:

    3/09, sábado
    Noite Aberta com Fernanda Takai
    • Amigos das categorias Benfeitor, Benfeitor Master e Patrono receberão um par de ingressos para participar da Noite Aberta. Para isso, devem confirmar o interesse até a próxima sexta-feira, 12/08, pelo e-mail amigos@inhotim.org.br. Os ingressos serão retirados no dia do evento, no estande dos Amigos.
    • 15 pares de ingressos serão sorteados para os Amigos das categorias Jovem, Individual, Idoso e Família. Os interessados devem enviar nome completo e número do cartão de Amigo para o e-mail amigos@inhotim.org.br até a próxima terça-feira, 9/08. O sorteio e a comunicação aos ganhadores serão realizados na quarta-feira, 10/08.

    8/09, quinta-feira
    Inauguração 2016 e Homenagem a Tunga
    • Os Amigos de todas as categorias têm direito a uma cortesia extra para trazer um convidado para o evento de abertura da nova exposição temporária do Inhotim e para as atividades especiais em homenagem ao artista Tunga, que incluem uma performance noturna na Galeria True Rouge. A cortesia extra será entregue no próprio dia no estande dos Amigos na recepção do Parque.
    • O desconto dos Amigos do Inhotim também será válido para o jantar especial com Menu Vermelho, em referência à obra de Tunga, servido no restaurante Tamboril na noite do dia 8/09.

    9/09, sexta-feira
    Homenagem a Tunga
    • Neste dia em que serão realizadas performances e outros atividades em homenagem ao artista Tunga, na Galeria Psicoativa, os Amigos do Inhotim de todas as categorias têm direito a uma cortesia extra para levar um convidado para participar das atividades. A cortesia será retirada na própria data, no estande dos Amigos do Inhotim na recepção do Parque.

    10/09, sábado, 15h30
    Show Marisa Monte
    • Amigos das categorias Benfeitor, Benfeitor Master e Patrono receberão um par de ingressos para o show da Marisa Monte. Para isso, devem confirmar o interesse até a próxima sexta-feira, 12/08, pelo e-mail amigos@inhotim.org.br. Os ingressos serão retirados no dia do show, no estande dos Amigos.
    • 20 pares de ingressos serão sorteados para os Amigos das categorias Jovem, Individual, Idoso e Família. Os interessados devem enviar nome completo e número do cartão de Amigo para o e-mail amigos@inhotim.org.br até a próxima terça-feira, 9/08. O sorteio e a comunicação aos ganhadores serão realizados na quarta-feira, 10/08.

    11/09, domingo, 11h
    Concerto Orquestra Filarmônica de Minas Gerais
    • Amigos do Inhotim de todas as categorias têm direito a uma cortesia extra para levar um convidado para o Concerto da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. Os ingressos serão retirados no dia do concerto, no estande dos Amigos na recepção do Parque.

    Dias 3, 6, 7, 8 e 10
    Visita especial Inhotim 10 Anos
    • Serão reservadas vagas para Amigos do Inhotim nas visitas mediadas especiais de 10 anos do Inhotim, que aborda aspectos da história do Instituto e a formação dos acervos de arte e botânica. Os interessados devem enviar um e-mail para amigos@inhotim.org.br informando a data de interesse. Cada Amigo pode levar um convidado para a visita.

    Se tiver dúvidas, entre em contato com a gente pelo telefone 31-3571-9737 ou pelo e-mail amigos@inhotim.org.br.

    Será um prazer receber você!

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    27 de julho de 2016

    Redação Inhotim


    Leitura: 16 min

    Seminário Internacional de Educação

    Compre seu ingresso aqui.

    O 3º Seminário Internacional de Educação Inhotim – Experiências em Trânsito pretende criar um ambiente inspirador para discutir formas de ressignificação de espaços, identidades e relações.

    Conheça a programação e os palestrantes de cada dia:

    PROGRAMAÇÃO

    01/09

    10h às 10h30 – Credenciamento.
    10h30 às 12h30 – Conversa inaugural EDUCAÇÃO HUMANIZADORA: MÚLTIPLAS PERSPECTIVAS, com o Professor José Pacheco (Portugal).
    12h30 às 14h – Almoço.
    14h às 16h30 – PRÁTICAS EM DIÁLOGO: FORMAÇÃO E APRENDIZAGENS.
    Natacha Costa (Brasil)
    Genebaldo Freire Dias (Brasil)
    Colaboração de professores que participaram do projeto educativo do Inhotim, Descentralizando o Acesso.
    Mediação: Júlia Torres

    Conheça os palestrantes do dia:

    JosePacheco_pqProfessor José Pacheco – Portugal
    Educador, pedágogo, especialista em Leitura e Escrita, mestre em Ciência da Educação pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto. Idealizador da Escola da Ponte, em Portugal, instituição que se notabilizou pelo projeto educativo baseado na autonomia dos estudantes. É autor de inúmeros livros e artigos sobre educação e um grande dinamizador da gestão democrática. Em 2007, adotou o Brasil como “Mátria” e, desde então, vem rodando o país, mobilizando professores, educadores, estudantes, crianças, jovens e entusiastas da educação que acreditam em uma transformação democrática por meio da educação, da integração comunitária e das artes.

    NatachaCosta_mqNatacha Costa – Brasil
    Diretora da Associação Cidade Escola Aprendiz desde 2006. Criou e é responsável pelo desenvolvimento estratégico do Centro de Referencias em Educação Integral. Atuou como Júri do prêmio WISE de Inovação em Educação nos anos 2012 e 2013. Atualmente é membro da Comissão Editorial de Educação Integral em Tempo Integral pela Fundaj/MEC e coordenadora da Rede de Inovação e Criatividade na Educação Básica. Além disso, em 2016 foi selecionada para participar do Programa Líderes Transformadores da Educação promovido pela Fundación SM e que reúne educadores da América Latina e Espanha.

    GenebaldoDias_pqGenebaldo Freire Dias – Brasil
    Prof. Genebaldo Freire Dias é bacharel, mestre e doutor em Ecologia pela Universidade de Brasília (UnB). Professor, pesquisador e diretor de cursos de Mestrado em Planejamento e Gestão Ambiental da Universidade Católica de Brasília (1985-2013); analista ambiental do IBAMA (1989-2014) onde foi diretor do Parque Nacional de Brasília, chefe do Departamento de Educação Ambiental e coordenador do Núcleo de Educação Ambiental do Prevfogo. Nos seus 40 anos de atividade acadêmica e ativismo ambiental, publicou 19 livros sobre a temática. Atua como consultor sênior independente.

    Dia 02/09

    10h às 12h30 – JUVENTUDES EM REDE: UM MUNDO ALÉM DAS FRONTEIRAS
    Mona Jas (Alemanha)
    Jefferson Sooma  (Brasil)
    Yara Castanheira ( Brasil)
    Mediação: Lília Dantas
    12h30 às 14h – Almoço
    14h às 14h30 – Apresentação da Orquestra Jovem Inhotim
    14h30 às 16h30 – ESPAÇO URBANO E COLETIVIDADES
    Louise Ganz (Brasil)
    Pablo Ares (Argentina)
    Mediação: Fabrício Santos

    Conheça os palestrantes do dia:

    MonaJas_pqMona Jas – Alemanha
    Mona Jas, natural de Rheden, Holanda, é artista visual e pesquisadora, atuante nas áreas de Artes e Arte e Educação. É professora honorária na Escola de Belas Artes Weißensee Kunsthochschule, em Berlim. Em parceria com o KW Institute for Contemporary Art, instituição que organiza a Bienal de Berlim, criou em 2014 o projeto LAB for Art Education, no qual desenvolve atividades com jovens refugiados. Suas áreas de interesse envolvem arte e educação em escolas e galerias, com foco em arte contemporânea, cultura visual, inclusão social e processos de aprendizagem estética.

    JeffersonSooma_pqJefferson Sooma – Brasil
    Jefferson Sooma cresceu em uma favela de Santo André, São Paulo. De 2001 a 2004, foi coordenador de políticas públicas de juventude na Prefeitura de Santo André. Foi diretor de projetos da ONG Internacional Global Youth Action Network na América Latina e Caribe e na Aracati – Agência de Mobilização Social. Atuou como consultor técnico de organismos internacionais como OEI, PNUD e UNESCO. É co-criador da rede social de aprendizagem Circuitos de Aprendizagem junto ao MEC e à Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É formado em Ciências Sociais pela Fundação Santo André, pós-graduado em Docência do Ensino Superior, mestrando da UnB em Arte e Tecnologia. Vive e apoia a formação de ecovilas no Brasil.  

    20160725_ Yara_ William Gomes-1005_pqYara Castanheira – Brasil
    Mestre em Mídias, Comunicação e Estudos Culturais com ênfase em Educação pela Universidade de Kassel, Alemanha, e pelo Instituto de Educação da Universidade de Londres, Inglaterra, atualmente Yara Castanheira exerce o cargo de Gerente de Educação do Inhotim. Com bacharelado em Comunicação Social e formação complementar em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), tem experiência em gestão e execução de projetos socioeducativos e culturais em instituições do Brasil e da Europa. Por meio de sua formação em Design Thinking na HPI School of Design Thinking, Alemanha, e Treinamento Intercultural na Universidade Humboldt de Berlim, atua em gestão e formação de equipes.

    louise_pqLouise Ganz – Brasil
    Louise Ganz é artista e arquiteta, formada pela Escola Guignard e pela Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Fez mestrado na EBA/UFMG e doutorado na EBA/UFRJ, em Linguagens Visuais. É pesquisadora de pós-doutorado na Escola de Arquitetura da UFMG, foi professora na Escola Guignard e no curso de Arquitetura da Unileste. Atua principalmente na interface entre arte contemporânea, urbanismo e paisagem, focando em questões relativas à natureza, à geopolítica e à produção de narrativas e ficções visuais. Realizou exposições em diversas instituições de arte no Brasil e possui textos publicados em revistas e livros. É co-fundadora do grupo Thislandyourland. Vive em Belo Horizonte.

    PabloAres_pqPablo Ares – Argentina
    Artista, trabalha com mídias gráficas há mais de 25 anos. Nos anos 1980 e 1990, criou quadrinhos para reconhecidas revistas argentinas. Cursou Cinema de Animação e participou de festivais internacionais de curta-metragens. Entre 1997 e 2005, fez parte do Grupo de Arte Callejero, com o qual realizou intervenções urbanas e gráficas em parceria com organizações de Direitos Humanos, ganhou o concurso “Parque de la Memoria” e participou da Bienal de Veneza em 2003. Desenha cartografias desde 2000 e, em 2006, junto com Julia Risler, criou “Iconoclasistas”, iniciativa dedicada ao desenho de dispositivos gráficos e visuais para a realização de oficinas de criação e investigação coletiva. Ganhou o grande prêmio da Bienal Iberoamericana de Desenho em 2012.

    Dia 03/09

    10h à 12h30 – ESTÉTICAS E DISCURSOS DO COTIDIANO
    Sepake Angiama (Alemanha)
    Paulo Nazareth (Brasil)
    Mediação: Marta Mestre
    12h30 às 14h – Almoço
    14h às 16h30 – NATUREZA E A ARTE DA COLABORAÇÃO
    Lala Deheinzelin (Brasil)
    Petra Gruber (EUA)
    Mediação: Raquel Novais

    Conheça os palestrantes do dia:

    SepakeAngiama_Creditos_GinaFolly_pq

    Crédito da foto: Gina Folly

    Sepake Angiama – Alemanha
    Sepake Angiama é educadora e curadora atuante na área das práticas educativas críticas e discursivas em diálogo com contextos sociais específicos. Atualmente, é coordenadora do Educativo da documenta 14 de Kassel. Mestre em Curadoria de Arte Contemporânea pelo Royal College of Art de Londres, Sepake atuou como Diretora de Educação da Manifesta 10, em São Petersburgo, Rússia. Foi também curadora de Programas Públicos na Turner Contemporary, Inglaterra. Seus projetos educativos e curatoriais incluem filmes comissionados ao artista britânico John Smith, dentre os quais um intitulado “What can you achieve by getting to know your neighbour?” (O que você pode alcançar ao conhecer o seu vizinho?, 2010).

    PauloNazareth_pqPaulo Nazareth – Brasil
    Artista performático, licenciado em Desenho e Plástica e bacharel em Desenho e Gravura pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde também estudou Linguística entre 2006 e 2010. Mora em Santa Luzia, Belo Horizonte, e trabalha em uma barraca de feira onde vende produtos diversos. Recebeu o Prêmio Masp de Artes Visuais 2012, na categoria Talento Emergente. Participa de diversos programas de residência na Argentina, Indonésia e Índia e integra exposições no Brasil, no Uruguai, na França, na Noruega, na Alemanha e nos Estados Unidos. Em Palmital (Santa Luzia), reinaugurou sua barraca na feira da cidade, chamando-a de Paulo Nazareth Arte Contemporânea Ltda.

    LalaDeheinzelin_pqLala Deheinzelin – Brasil
    Futurista, pioneira em Economia Criativa e Colaborativa, trabalhou e palestrou em diversos países. Foi indicada como uma das principais futuristas no mundo, destacando-se entre três na América Latina e Central. Considerada uma das 100 mulheres no mundo que estão co-criando a nova sociedade e economia, é criadora do movimento Crie Futuros e autora do livro Desejável Mundo Novo.  

    PetraGruber_pqPetra Gruber – EUA
    Com grande interesse em Design inter e transdisciplinar, Petra Gruber é doutora em Arquitetura Biomimética pela Universidade Técnica de Viena. Através do Centro de Pesquisa e Inovação em Biomimética (BRIC) da Universidade de Akron, EUA,  atualmente é professora na Escola de Artes Mary Schiller Myers e no Departamento de Biologia. De 2013 a 2015, como professora visitante na Universidade de Adis Abeba, Etiópia, organizou o programa de mestrado em Design de Arquitetura Avançado. Colaborou como pesquisadora no Centro de Biomimética da Universidade de Reading, no Reino Unido. Foi professora de Biomimética nos Sistemas de Energia na Universidade de Ciências Aplicadas de Villach, na Áustria, e conduziu aulas e workshops em universidades ao redor do mundo.

    Como participar

    Os interessados deverão adquirir o ingresso do Inhotim específico para o Seminário, disponível para compra aqui.

    O ingresso tem o valor especial de R$ 25,00 (inteira) e R$ 12,50 (meia) por dia de evento. É possível adquirir a entrada para mais de um dia e o ingresso dá acesso ao Seminário e também ao Parque.

    Dúvidas e informações: educativo@inhotim.org.br  

    Transporte gratuito

    O Inhotim vai oferecer dois ônibus gratuitos por dia para os participantes do Seminário Internacional de Educação Inhotim. Para garantir sua vaga, faça sua inscrição no seminário e, em seguida, envie um e-mail para onibus.seminario@inhotim.org.br contendo seu nome completo, RG, data da participação e o número do voucher emitido pela plataforma Ingresso Rápido. Os primeiros 90 inscritos que enviarem um e-mail com todas as informações receberão a confirmação da reserva de transporte. Favor informar qual é o ponto da sua preferência.

    Horário e locais de saída

    Rota 1:
    Saída: Rua Antônio de Albuquerque, 911, Savassi (em frente ao escritório do Inhotim) – 8h
    Ponto de Parada: Ponto do Via Shopping, Barreiro – 8:40h (estimativa)

    Rota 2:
    Saída: Rua Antônio de Albuquerque, 911, Savassi (em frente ao escritório do Inhotim) – 8h
    Ponto de parada 1: Praça Magnesita, Contagem 8:40 (estimativa)
    Ponto de parada 2: Ponto acima da Avenida JK, Betim 9:10 (estimativa)

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    Página 5 de 41« Primeira...34567...102030...Última »