Leitura: 3 min

Jardim de borboletas

Jardim de borboletas

Elas estão sempre por lá. Passeiam tranquilas pelo Inhotim, descansando entre plantas e obras de arte. Dos mais diversos formatos e cores, as borboletas que habitam o parque não estão ali por acaso: elas são sinal de que, no Instituto, a natureza e o homem convivem em harmonia.

Considerado Jardim Botânico desde 2011, além de manter variadas coleções de plantas, o Inhotim desenvolve pesquisas botânicas em seu meio ambiente, uma delas tem como foco sua comunidade de borboletas. Pesquisadores do Setor de Gestão Ambiental do Instituto, em parceria com o Centro Universitário UNA, de Belo Horizonte, vêm realizando esse levantamento desde maio de 2012, no intuito de mapear as espécies frugívoras (que se alimentam de frutos em decomposição, sais minerais e fezes) e nectarívoras (que consomem néctar das flores e pólen) da área de visitação do Inhotim. Até o momento, já foram identificados mais de 200 tipos desses insetos, alguns raros na região.

Além de artigos científicos, o projeto rendeu diversos desdobramentos, como o Circuito Temático Entre Borboletas, roteiro que permite ao visitante conhecer o processo de captura, de identificação das espécies e a técnica de montagem desses animais para arquivo ou exposição. “Nosso objetivo é conscientizar quem vem ao Inhotim sobre a importância das borboletas como um bioindicador para o meio ambiente e desvendar mitos”, explica Cristiane Hubner, assistente ambiental do Inhotim e uma das orientandas responsáveis pela iniciativa. Um guia ilustrado também está sendo desenvolvido e há a proposta para a criação de um borboletário.

Em parceria com a Cerâmica Oti – fábrica que funciona dentro do Instituto e produz peças exclusivas para as lojas do Inhotim –, também foi criada uma linha decorada com imagens das diversas borboletas mapeadas pela pesquisa. São utilitários como pratos, canecas, xícaras, formas de bolo e até moringas. Uma oportunidade para que o visitante leve para casa um produto que mistura arte e preocupação ambiental em diversos níveis, do conceito à escolha por materiais não poluentes.



voltar
  • Twitter
  • Facebook
  • Google +